Tratamentos estéticos quando combinados potencializam resultados

Alta tecnologia é a aposta para acabar com a gordura localizada
10 de novembro de 2017
A queda de cabelo está se tornando cada vez mais comum entre as mulheres
30 de novembro de 2017

Tratamentos estéticos quando combinados potencializam resultados

tratamentos estéticos combinados

Dificilmente um tratamento sozinho consegue trazer um resultado global. São raras as exceções. Os procedimentos geralmente se complementam e potencializam os efeitos um do outro.

 

RESULTADO GLOBAL

Vou começar esse texto dando um exemplo. A paciente chega ao consultório se queixando das ruguinhas, dizendo que elas estão dando um aspecto envelhecido ao rosto. Então pede pela toxina botulínica. Porém, na maioria das vezes o problema não são apenas aquelas ruguinhas. Fazendo uma análise geral, podemos perceber perda de volume no rosto, manchas, flacidez da pele…então o uso da toxina não vai trazer o resultado que a paciente espera, e ela vai ficar frustrada.
O ideal seria fazer um plano para realmente rejuvenescer aquele rosto. Devolver o volume e o contorno com preenchedores, estimular o colágeno com produtos injetáveis ou com o laser e amenizar as manchas também com laser, peelings ou medicamentos, dependendo do caso. Aí sim teremos um resultado que vai deixar a paciente realmente satisfeita e feliz.

EFEITO UAU

Ah, doutora, mas isso fica caro. Se fizermos o tratamento por etapas, ele acaba ficando bem viável. Geralmente nós começamos sempre por aquilo que mais incomoda e optamos pelos procedimentos que darão um efeito “UAU”. Ou seja, que já dão uma melhora imediata. Geralmente os tratamentos que nos permitem ter esses resultados rápidos são a toxina botulínica e o preenchimento.
Depois disso, começamos a tratar as outras necessidades, associando o laser para melhorar a textura, fechar os poros, tratar as manchas, associando também o Exilis Elite para combater a flacidez ou até mesmo o fio de sustentação. Dentro dessa programação, nós conseguimos um resultado melhor e uma manutenção de resultado, que é o principal.

O BIGODE CHINÊS

Um outro exemplo bem interessante é a queixa das pacientes sobre bigode chinês. Na maioria dos casos, após passar por uma avaliação, eu descubro que na verdade o problema é a combinação da marcação do bigode chinês com uma flacidez de pele. Sendo assim, se o foco do tratamento for apenas o bigode chinês, o quadro pode ser melhorado, mas o resultado não será 100%, e no fim das contas, o problema da pessoa nem é resolvido de maneira eficaz. Nesses casos, geralmente precisamos associar com pontos de sustentação no rosto, usando a técnica Md Codes.
Outro caso que costumo associar muito é o laser com procedimentos injetáveis, como por exemplo, o laser associado com a toxina botulínica e preenchimento. A toxina e o preenchimento vão tratar a ruga, mas, muitas vezes o paciente possui uma alteração na textura, na pigmentação da pele que também precisa ser tratado, nesse caso eu incluo o laser.

FIOS MAIS FORTES

Já no protocolo capilar, mesmo sabendo que o tratamento MMP tem um ótimo resultado sozinho, eu o combino com o laser e com o LED, pois assim consigo uma penetração maior de ativos, um estímulo maior no bulbo capilar e, com isso, um resultado melhor do tratamento.
Cada caso precisa ser avaliado individualmente, e as combinações de tratamento variam de acordo com o biotipo de cada pessoa e as necessidades. É por isso que é fundamental uma boa consulta com seu dermatologista para saber qual procedimento irá responder melhor para solucionar seu problema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *