Saiba quais procedimentos estéticos são possíveis de fazer durante e após a gravidez

Como tratar irritações e marcas na pele após o Carnaval
13 de março de 2019
O público masculino se rendeu aos procedimentos estéticos
21 de maio de 2019

Saiba quais procedimentos estéticos são possíveis de fazer durante e após a gravidez

É preciso saber quais são os procedimentos que podem ser realizados durante e após a gravidez sem prejudicar o bebê

A gravidez é um período de muitas mudanças e inseguranças para a mulher. O corpo está se transformando para gerar um novo ser. Em meio a tantas dúvidas, as futuras mamães podem confundir as restrições da gravidez com descuido da beleza. Mas não é bem assim.

Claro que mulheres grávidas precisam cuidar da beleza. No entanto, é imprescindível procurar ajuda de um dermatologista para saber quais são os procedimentos seguros para esta fase. Além disso, é necessário saber quais são os produtos que podem ou não ser usados neste período.

Se você está grávida e tem dúvidas sobre algum assunto relacionado aos cuidados com a pele, cabelos e unhas, procure ajuda da dermatologia. Desta forma, você vai passar por esta fase se sentindo ainda mais linda e confiante. Vamos lá para as informações que você tanto deseja:

 

O que pode

Vamos falar dos procedimentos estéticos e produtos que estão liberados durante a gravidez? Continue lendo!

 

Cuidados com a pele

👉 Limpeza de pele: com este procedimento é possível combater o excesso de oleosidade, remover células mortas, impurezas e extrair comedões. Além de prevenir as espinhas comuns nessa fase.

👉 Máscaras faciais: algumas máscaras também podem ser aplicadas, de acordo com a indicação médica. Existem diversos tipos, com diferentes propriedades.

👉 Peeling: os químicos, que contêm ácido retinóico, salicílico e derivados em sua composição não devem ser utilizados. O único peeling permitido na gravidez é o de cristal. Mas ele já ajuda bastante no controle da acne e das manchas.

 

Drenagem Linfática

Inchaço é um sintoma comum desta fase, que acontece por causa do aumento do volume de sangue da gestante.

Para tratar este problema pode ser utilizada a drenagem linfática. Durante as minhas 2 gestações eu não abria mão da drenagem linfática de 2 a 3 vezes por semana.

Este procedimento melhora a circulação sanguínea, ameniza o inchaço e o melhor: relaxa!

O procedimento pode ser associado ao uso de meias compressoras para maior eficácia.

 

Protetor solar

Este item é indispensável em qualquer fase da vida e durante a gravidez ele se faz ainda mais necessário.

Isso porque, neste período, a pele está mais propensa a desenvolver manchas e melasma. Por isso, o uso de protetores devem ser orientados pelo dermatologista especialista. Sendo assim, é possível evitar estas queixas comuns.

 

Creme hidratante

Para evitar o surgimento de estrias, é essencial hidratar a pele pelo menos 2 vezes ao dia. Desta forma, a grávida pode usar cremes ricos em óleos essenciais e óleos hidratantes.

Aplique os produtos massageando todo o corpo, principalmente nas mamas, abdômen, coxas e nádegas.

Mas não é só isso! Evitar o ganho excessivo de peso e ingerir bastante água também auxiliam na luta contra essas temidas marquinhas pelo corpo.

 

SAIBA QUAIS SÃO OS TRATAMENTOS DERMATOLÓGICOS INDICADOS NO PÓS-PARTO

 

O que não pode

Agora, que você já sabe o que pode fazer durante a gestação, vamos falar do que não pode e explicar o motivo da proibição.

 

Harmonização facial

Não existem estudos conclusivos sobre o uso de botox, preenchedores e bioestimuladores durante a gravidez. Sendo assim, o uso destes itens não está liberado.

Entretanto, a boa notícia é que depois da amamentação, a mamãe pode realizar a harmonização facial sem problema nenhum.

 

Radiofrequência

Esta tecnologia é utilizada para tratar flacidez do corpo e do rosto.

Mas o procedimento não pode ser realizado na gravidez por causa das ondas eletromagnéticas que os aparelhos emitem.

 

Pintar ou alisar o cabelo

A tintura é proibida. No entanto, depois das 12 semanas, a grávida pode conversar com o obstetra e com o dermatologista sobre a possibilidade de usar tinturas sem chumbo ou amônia na composição.

Já quando o assunto é alisamento, este procedimento não pode ser realizado por causa da quantidade de aditivos químicos que os alisantes possuem. Estes produtos são absorvidos pelo organismo e podem causar alterações no organismo do bebê e da mãe.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *