Imperfeições no corpo, após a gravidez, podem ter solução

Semana em Washington
20 de junho de 2013
É possível retirar a tatuagem com laser
Laser permite a dermatologistas retirar tatuagem de forma eficaz
20 de junho de 2017

Imperfeições no corpo, após a gravidez, podem ter solução

O Sobrepeso e a flacidez são algumas das principais queixas das mulheres após o período gestacional. As mudanças que surgem no corpo em decorrência da gravidez podem causar incômodos significativos. Sendo necessária, em alguns casos, a ajuda de procedimentos estéticos para retornar à aparência anterior. Aliados a esses tratamentos, a prática de exercícios físicos e uma dieta equilibrada são importantes para obtenção de um resultado satisfatório.

DICA DA DERMATOLOGISTA

De acordo com a dermatologista Maria Lígia Mendonça, cada tipo de parto, normal e cesariana, pode demandar uma recuperação diferente. “Por exemplo, a cicatriz da cirurgia requer uma atenção especial. Os cuidados devem ser iniciados logo após a retirada dos pontos, com a utilização de cicatrizantes e cremes à base de silicone, massagens e outros”, explica. Os problemas mais recorrentes, no entanto, são comuns aos dois tipos de parto: flacidez, aumento de gordura localizada, estrias e manchas na face (melasma).

Para flacidez e gordura localizada, Maria Lígia geralmente indica a associação de métodos não invasivos, como o Exílis Elite. Que atua nas duas situações e que pode ser iniciado 40 dias após o parto. “Os resultados do tratamento para abdome e flancos são muito bons e, com isso, ajudam a melhorar a autoestima da mulher e estimulam a adesão à dieta, facilitando, assim, a perda de peso.”, afirma a dermatologista.

Contra as estrias, o ideal é iniciar o tratamento tão logo elas apareçam para obter melhores resultados. Os hidratantes específicos para prevenção de estrias são essenciais para manter a barreira cutânea e ajudar no tratamento. Os procedimentos a laser podem ser utilizados em alguns casos, inclusive para acelerar os resultados. A médica ressalta que todo tratamento dever ser feito sempre com acompanhamento do dermatologista.

Em mulheres com predisposição ao melasma, é muito comum que as manchas surjam ou piorem durante a gestação. Para a prevenção, Maria Lígia orienta o uso constante de filtro solar, durante a gravidez. Ela também ressalta que se deve evitar exposição ao sol em excesso, além de usar proteções físicas, como chapéus. No período pós-parto, algumas medicações podem ser usadas com segurança em mulheres que estão amamentando. Os procedimentos mais agressivos só podem ser utilizados após essa fase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *